terça-feira, 1 de abril de 2014

Comunicado oficial do PT pelo dia de hoje

Prezados brasileiros,
É uma honra para o PT celebrar o dia de hoje. Consideramos este o nosso dia, e apreciamos todo tipo de homenagem feita em nosso nome. Em troca, o partido gostaria de anunciar algumas medidas importantes, que são do interesse de todos.
O PT decidiu contar tudo que sabe sobre a morte do ex-prefeito Celso Daniel, por compreender que um caso tão sombrio e obscuro não pode permanecer sem solução e ignorado.
O PT decidiu romper com a tirania venezuelana, por compreender que não é aceitável um partido que diz enaltecer a democracia compactuar com um regime que asfixia cada vez mais as liberdades em seu país. O mesmo se dá no caso cubano, e o próprio ex-presidente Lula, Nosso Guia, ficou de mandar uma mensagem bem dura a Fidel Castro, rompendo definitivamente os laços entre nós. O Foro de São Paulo será, portanto, desativado.
O PT decidiu escutar a voz de todos os investidores, brasileiros e estrangeiros, e vai, por meio da presidenta Dilma, demitir o ministro Guido Mantega, colocando alguém com alguma credibilidade e um mínimo de competência em cargo tão importante.
O PT decidiu que a destruição da Petrobras, em curso adiantado, não pode ser tolerada, e por isso vai abandonar completamente a politização da empresa. Talvez até mesmo sua privatização seja considerada, pois o partido, no fundo, sabe que esta é a melhor solução.
O PT decidiu parar com o aparelhamento da máquina estatal, e vai solicitar que seus milhares de militantes infiltrados em tudo que é entidade do estado entreguem seus cargos, para que quadros técnicos assumam seus lugares. Tal pedido será feito inclusive a nosso querido companheiro que hoje é ministro no STF, mas que não teria condições de ser sequer advogado de fundo de quintal.
O PT decidiu parar imediatamente com essa estratégia pérfida de dividir para conquistar, de segregar todo o povo brasileiro entre ricos e pobres, negros e brancos, gays e heterossexuais, homens e mulheres, etc. As cotas raciais serão desfeitas, e como prega nossa Constituição, os brasileiros serão tratados com igualdade perante as leis.
O PT decidiu cortar o cordão umbilical com o MST, não mais financiar invasores de terra, marginais que se julgam acima das leis do país só porque usam bonés vermelhos. O recado aos invasores, nossos antigos aliados, será claro: hora de trabalhar, vagabundos! O agronegócio está bombando e só não encontra trabalho no campo quem prefere invadir e pilhar, com ajuda de verbas públicas.
O PT decidiu, finalmente, que o melhor e mais justo a fazer pelo país, após tanto sofrimento imposto ao povo nos últimos anos, seria abrir mão logo de uma vez do poder, cedendo espaço para gente mais honesta e capaz, ou seja, basicamente qualquer um que não seja do PT e seus filhotes.
Por isso, foi decidido, em plebiscito popular, que todos os petistas iriam pleitear na embaixada venezuelana ou cubana uma autorização para uma emigração em massa. O partido entende que a única chance de o Brasil ser um país melhor é se todos os petistas forem embora daqui.
Grato pela compreensão, e recomendamos cautela nas festas e celebrações, pois o excesso de bebida alcoólica pode fazer muito mal à saúde.
Partido dos Trabalhadores, 1o de abril de 2014.

Por Rodrigo Constantino


Nenhum comentário:

Postar um comentário