terça-feira, 18 de março de 2014

Rodeado por publicidade estatal o site 247 ataca a Marcha da Família


A marcha da família de 2014 é muito mais democrática do que parece ser e muito menos golpista do que dizem que é. A esquerda esperneia sem motivo, como sempre.



Um grande grupo de pessoas que não está acostumado a ir para as ruas gritar palavras de ordem resolveu sair de dentro de suas casas. Isso assusta, e é indício de que algo muito importante está acontecendo. Alguns deles dizem que preferem uma intervenção militar "constitucional", solicitada pelo Supremo; outros dizem estar indignados porque o governo direciona o dinheiro dos Brasileiros para sustentar republiquetas comunistas, como Cuba. E a maioria declara que não confia nas urnas eletrônicas, o que para nós é o ponto mais importante das reivindicações. Se o povo não confia no sistema a coisa fica complicada, perde-se o ânimo para apoiar partidos poíticos, estudar propostas de governo e, ao final de tudo, perde-se o ânimo para sair de casa e ir votar.

Eles são fanáticos conspiracionistas?

São desinformados paranoicos e pobres idiotas, manipulados por Olavo de Carvalho, Lobão e outros nomes conhecidos?

Os generais recém aposentados que endossam a manifestação também são fanáticos? Mas, ocupavam cargos importantes há pouco tempo. Eles enlouqueceram?

E os médicos, engenheiros, advogados e demais profissionais que endossam o movimento, são todos idiotas?

Não ha lógica em se pensar que todas essas pessoas são manipuladas por alguém. São gente esclarecida. Alguma coisa deve estar errada. A tão falada voz das ruas precisa ser interpretada. O governo precisa chamar para o diálogo. Rápido.

O site 24/7, rodeado de anúncios estatais, com a chamada "Marcha de Reacionários prega o Golpe" disse ontem (15/03), sobre os participantes da Marcha da Família: “A marcha dos radicais histéricos, dos apopléticos e dos bate-paus de direita, todos aqueles que se sentem bem com as injustiças sociais perpetradas durante séculos por uma das “elites” mais perversas da humanidade e responsável por quase quatro séculos de escravidão... acreditam que a ditadura civil-militar foi um processo “democrático” cujo propósito era salvar a democracia dos comunistas...”.

Como assim, radical, como assim se sentem bem com injustiças sociais?

Como pode uma pessoa séria dizer isso? Vemos que a movimentação em torno desse evento é realizada por pessoas honestas. Pais e mães de família, jovens estudantes, aposentados. Eles não se deleitam com a desgraça alheia, como diz o articulista do site 24/7. Ao contrário disso, eles acreditam que sem a esquerda no poder haverá mais possibilidade de justiça social, igualdade e liberdade. Venezuela, Cuba e Coréia são citados por eles para comprovar o fracasso do socialismo.

O Autor do texto escreve também para o Blog da Dilma e defende o controle da mídia por parte do governo. Ha algum tempo ele disse: Governantes trabalhistas não podem ficar à mercê de uma imprensa golpista.

O governo brasileiro claramente apoia Nicolás Maduro, um presidente que abertamente declara que pretende tornar não só a Venezuela, mas toda a América Latina num grande bloco socialista, e que permitiu nos últimos dias a morte de centenas de pessoas que só desejavam a democracia. Assim como seu mestre Hugo Chávez, Maduro diz que na Venezuela existe o socialismo do século XXI. Ainda dizem que socialismo não existe mais.

Fidel Castro exporta seus trabalhadores para o Brasil, e consegue o impensável, cria aqui uma exceção, um tipo de trabalhador escravo, remete-se todo o salário para seu proprietário, o governo cubano, restando somente nas mãos do médico, o minimo suficiente para comprar uns sabonetes, escovas de dentes e alimentação. Ainda dizem que socialismo não existe mais.

Na Coreia do Norte houveram eleições, o povo votou, e o presidente foi eleito com 100% dos votos na circunscrição em que concorreu. Nota-se que para cada circunscrição só há um concorrente, então a eleição consiste em apenas dizer sim ou não, mas ninguém disse não. Depois que o líder mandou matar seu próprio tio há cerca de um ano fica difícil ser contra ele. Ainda dizem que socialismo não existe mais.

OK, vocês dizem que o socialismo não existe mais. Por que então mantém em seus estatutos a promessa de implantação do socialismo? Por que falam o tempo todo que querem implantar o socialismo? Por que adulam lideranças socialistas, como Fidel, Chávez e Maduro?

Estatuto do PSOL - O Partido SOCIALISMO E LIBERDADE desenvolverá ações com o objetivo de organizar e construir, junto com os trabalhadores do campo e da cidade, de todos os setores explorados, excluídos e oprimidos, bem como os estudantes, os pequenos produtores rurais e urbanos, a clareza acerca da necessidade histórica da construção de uma sociedade socialista ...

Estatuto do PT - Art. 1º. O Partido dos Trabalhadores (PT) é uma associação voluntária de cidadãos e cidadãs que se propõem a lutar por democracia... com o objetivo de construir o socialismo democrático.

Socialismo democrático!!!

O atual governo criou uma comissão, chamada de VERDADE, que junto com outros órgãos estaduais revira todo o passado recente do Brasil, e de forma unilateral, reescreve a história, demoniza a sociedade de direita, que lutou pelas liberdades que ora temos, e exalta a esquerda, que nos anos 60 e 70 lutava para implantar o comunismo no Brasil. Todos foram anistiados. Mas há, frequentemente, tentativas de penalizar agentes de estado que apoiaram a repressão aos comunistas. Não se fala em punir os terroristas de esquerda, que também praticaram crimes.

Essas ações do próprio governo, aliadas à degradação moral, assistencialismo exagerado, proteção à criminosos ligados ao PT, altos impostos e corrupção generalizada, fizeram com que a sociedade se posicionasse politicamente. Era inevitável que isso ocorresse. Aliás, a esquerda prega isso, a politização da sociedade. Contudo, o governo deveria ter pensado nas consequências de ter uma sociedade desunida, polarizada na forma de dois grupos distintos, direita e esquerda.

Por que falar tanto de socialismo em uma democracia ainda jovem?

Por que tanta bravata? Por que os punhos levantados na hora da prisão, dizendo: o socialismo vencerá, à força?

Deu nisso. Somente no google as menções à “Marcha da família” “2014” ultrapassam os 500 mil resultados, a grande imprensa está sobressaltada, sente que ha algo grande no ar, mas as "forças ocultas" impedem que se mova e faça a cobertura necessária.

Acreditamos que a maioria das pessoas presentes ao evento não deseja um novo governo militar, mas sim que seja dado oportunidade para que sua voz se faça ouvir. Uma intervenção seria um retrocesso muito grande.

Não acreditar na higidez das urnas eletrônicas é sua principal queixa? Então, o mínimo a se fazer é que se solicite uma junta internacional para inspecionar as urnas eletrônicas brasileiras. Que não seja um grupo da UNASUL tá. Pode-se também solucionar o problema criando a determinação para a impressão de um comprovante de voto, rubricado pelo eleitor e depositado em uma urna convencional, que pode ser auditada, caso seja necessário.

O governo brasileiro não pode se comportar como a militância, não pode chamar essas pessoas de reacionárias, fascistas ou nazistas.

Deve tratá-los como cidadãos. Ouvi-los e atender suas reivindicações. A última coisa que o governo pode fazer agora é fingir-se de surdo.

Robson - Revista Sociedade Militar - Http://sociedademilitar.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário