sábado, 22 de março de 2014

Comunistas acusam deputada opositora pelas 29 mortes ocorridas em protestos na Venezuela

Os comunistas venezuelanos seguem a mesma agenda dos soviéticos, chineses, cubanos e norte-coreanos: acusam a oposição pelos crimes que eles, o comunistas mesmo cometeram.

Em nome da maioria parlamentar socialista o presidente da Assembleia Nacional venezuelana solicitou segunda-feira ao Ministério Público iniciar de maneira «imediata e rápida» uma investigação penal contra a deputada opositora Maria Corina Machado a quem responsabiliza pelas 29 mortes ocorridas em protestos no país, desde 12 de fevereiro último.

'Viemos solicitar uma investigação imediata, pertinente, rápida, contra a senhora deputada Maria Machado, pelos delitos de instigação a cometer delito, traição à pátria, terrorismo, homicídio, por fazer chamados à violência de maneira irresponsável', disse.

Em declarações aos jornalistas explicou que estes delitos 'fizeram um dano irreparável à pátria' e que espera que se 'faça justiça' porque a deputada 'tem que pagar perante a justiç".

Diário Digital / Lusa

Nenhum comentário:

Postar um comentário