sexta-feira, 7 de março de 2014

Certos jornalistas brasileiros parecem viver em Marte



A Jornalista Eliana Catanhêde, embora não pareça estar comprometida politicamente com nenhum partido político, sabe, como ninguém, criticar a oposição brasileira.
E tem criticado a oposição brasileira com uma frequência estranha.
Mas não diz, em seus textos, que a imprensa brasileira está alinhada ao PT, e muitos dizem graças as polpudas verbas publicitárias estatais, e que a oposição não tem espaço na mídia exceto nas redes sociais. 
Catanhêde não diz que os órgãos públicos do país estão aparelhados e a própria Justiça, aos poucos, forma uma maioria de tendência a aprovar todas as demandas do governo petista. 
O próprio presidente do STF chama isso de "maioria de circunstância". 
Fica difícil fazer oposição neste caso. Nenhum discurso, por mais veemente que seja contra o Governo, terá repercussão na mídia brasileira. 
A imprensa brasileira faz com que os nomes da oposição não apareçam e não sejam conhecidos pelo povo. 
Ademais, os espaços concedidos ao governo e eventos promovidos pelo Governo socialista bolivariano brasileiro, nos Jornais, no Rádio e TV brasileiro chega a parecer algo vergonhoso, adredemente efetivados, e, muitas vezes, se configura em propaganda eleitoral ilegal.
Chegou a hora de dar um basta nisso!
Chegou a hora de varrer os comunistas do Governo Brasileiro, mas com a imprensa comprometida e imersa no projeto ideológico jurássico do PT, não poderemos, definitivamente, contar.
Resta-nos os espaços das Redes Sociais que mesmo censuradas e monitoradas pelo governo e seus áulicos, ainda nos parece um território fértil para conscientizarmos a todos que devemos evitar a implantação, iminente, do comunismo no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário