domingo, 2 de março de 2014

AFINAL, POR QUE O PROTESTO DO MST EM BRASÍLIA FOI PATROCINADO PELO GOVERNO?



João Gualberto Vasconcelos

Há quase 20 dias, questionei na minha página no Facebook quem estava financiando a ida a Brasília dos 16 mil integrantes do MST que ameaçaram invadir o Supremo Tribunal Federal e entraram num violento confronto com a polícia na tentativa de invadir o Palácio.

A imprensa nacional responde aos brasileiros que a Caixa Econômica Federal e o BNDES “pagaram” essa exorbitante conta de 550 mil reais para a realização do Congresso Nacional do Movimento dos Sem Terra, que promoveu a marcha que terminou no conflito com 32 pessoas feridas.

Não quero aqui comentar a forma administrativa (legal ou ilegal) de repasse desses recursos. Prefiro me ater à discussão dos valores sociais e morais que envolvem essa questão, compartilhando com vocês, cidadãos, esse sentimento de estar sendo lesado a cada dia por esse governo do PT.

Como a CEF pode investir tão alto na realização de um evento com claro cunho político-partidário? Recursos que poderiam estar sendo disponibilizados para atender a outras necessidades primordiais dos cidadãos (saúde e habitação, por exemplo) passam a ser investidos em violentas manifestações do MST. Não tenho objeção aos protestos pela efetiva reforma agrária, só não acho que o caminho violento seja a melhor alternativa para garantir esse direito.

(transcrito do jornal O Guarany)

Nenhum comentário:

Postar um comentário