quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Senadores dos EUA exigem sanções contra o governo de Nicolás Maduro

enadores dos EUA exigem sanções contra o governo de Nicolás Maduro.

rubio senador   Aos poucos a comunidade internacional parece se voltar para a questão venezuelana. O representante do Perú na OEA diz que a entidade trabalha em uma proposta de diálogo para o governo de Nicolás Maduro. Juan Jiménez disse que a princípio é descartada qualquer proposta de intervenção, mas que a carta interamericana prevê "ações mais incisivas". 
    Nos EUA o senador Bob Menendez e o republicano Marco Rubio apresentaram hoje uma resolução na câmara alta para repudiar "a violenta repressão de manifestações pacíficas na Venezuela", solicitando que Barack Obama imponha sanções contra governo de Nicolas Maduro.
"Esta ação envia uma forte mensagem condenando a violência perpetrada contra inocentes pelo presidente venezuelano, Maduro, as forças de segurança da Venezuela, e partidários do governo armados ", disse Menendez.
"Este é o momento para realizar uma série de sanções específicas para negar e revogar vistos e congelar os bens de autoridades venezuelanas cúmplices no assassinato de manifestantes pacíficos", disse o presidente do Setor de Relações Exteriores do Senado americano.
Menendez insistiu que "violadores de direitos humanos responsáveis por seus crimes, e sua presença não deve ser bem-vindos", nos Estados Unidos.
"O povo da Venezuela está sendo privado dos seus direitos e liberdades fundamentais, bem como a sua capacidade de protestar pacificamente contra as circunstâncias econômicas terríveis causadas pelo presidente Maduro e seu governo", disse o democrata de Nova Jersey.
"Nós estamos em solidariedade com o povo venezuelano e os líderes valentes da oposição em sua tentativa de construir uma visão mais esperançosa na Venezuela com um futuro promissor como alternativa a um passado fracassado", disse ele.
Enquanto isso, Rubio insistiu que "Maduro e seus capangas são responsáveis pelas atrocidades cometidas contra o povo da Venezuela, incluindo a prisão injusta, violenta repressão e massacre de manifestantes inocentes."
"Esta resolução insta o presidente Obama de impor sanções específicas imediatamente como é possível fazer sob a legislação existente e impõe um diálogo entre o governo da Venezuela e a oposição política", disse Rubio.
O republicano da Flórida reiterou que "o povo venezuelano está a lutar e sacrificar a sua liberdade e os direitos humanos" e "merece ter suas vozes ouvidas."
A resolução reafirma o apoio do Senado para com o povo venezuelano e insta o Governo de Maduro para desarmar as milícias pró-governo e permitir uma investigação imparcial dos fatos que já custaram a vida de mais de uma dúzia de pessoas e deixaram mais de uma centena de feridos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário