segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Minhas Casas, Minha Vida boa de Pizzolato na Espanha com dinheiro do mensalão

O ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato , antes de ser preso, comprou três imóveis – dois deles apartamentos em um condomínio de alto padrão – na cidade litorânea de Benalmádena, no sul da Espanha.
Os dois apartamentos comprados estão num condomínio chamado Urbanización Costa Quebrada, no distrito de Torrequebrada, ocupa o alto de uma colina, com vista para as águas do Mar Mediterrâneo, com piscina e entrada de visitantes controladas 24 horas por dia por um sistema de interfones e câmera.
No folheto das corretoras consta que é um lugar onde se pode praticar esportes aquáticos como vela, golfe e mergulho, está a a menos de 50 m da praia. Com se vê, um luxo digno de um mensaleiro bem sucedido.
Apartamento Pizzolato
Imóvel registrado em nome de Andrea, mulher de Pizzolato, em Ronda del Golf, litoral da Espanha
* * *
Embora a notícia tenha sido publicada pela grande mídia sem controle social, não custa nada ressaltar um detalhe importante: a descoberta desta compra milionária foi feita pela polícia espanhola, quando investigava para localizar Pizzolato.
Um luxo à altura de um mensaleiro bem sucedido na vida. Um mensaleiro que  atualmente reside na penitenciária de Modena, no norte da Itália.
Olga Lizana, chefe do grupo de localização de fugitivos da polícia espanhola, comentou que o rastreamento de outros bens adquiridos por Pizzolato no país depende de um pedido formal das autoridades brasileiras e revelou que o casal operou pelo menos três contas bancárias na Espanha. 
Quem quiser ler a matéria completa da Folha, basta clicar aqui .
Faço minhas as palavras de Reinaldo Azevedo:
Pizzolato, que era só um peixe médio do mensalão, um pau-mandado, comprou três imóveis no litoral da Espanha; dois deles avaliados em R$ 3 milhões.
Henrique Pizzolato é uma fonte permanente de desmoralização da mitologia inventada pelos petistas sobre o mensalão. Fico imaginando como devem se sentir os bananas que eventualmente tenham colaborado para a vaquinha dos mensaleiros… Por que digo isso? Reportagem da Folha informa que Pizzolato comprou três imóveis na Espanha: dois apartamentos de luxo e um de classe média.
Dois deles ficam no condomínio Urbanización Costa Quebrada, na cidade de Benalmádena, coladinhos ao mar. Foram unidos num só para o conforto de Pizzolato e Andrea, sua mulher. Cada apartamento padrão tem 140 metros quadrados e está estimado em 450 mil euros – R$ 1,5 milhão. Vale dizer: só nessa operação, o mensaleiro foragido gastou R$ 3 milhões. E pensar que José Dirceu, que era o chefe político dele, precisa pedir esmola paga pagar multa! Dá uma peninha, né?
O casal consta na lista de estrangeiros residentes na cidade desde 2010, mas o endereço fica num terceiro apartamento.
Uma coisa ao menos a gente sabe: se for extraditado para o país, ele não precisará fazer vaquinha, né?
llpp
O criador e chefe do mensalão, codinome Barba, livre, leve, solto e impune, ao lado do seu pau-mandado, Pizzolato, hoje atrás das grades: uma foto dos bons tempos de militância sindical, quando se acreditava e se levava a sério a pregação do PT

Nenhum comentário:

Postar um comentário