quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Dilma aumenta juros pela oitava vez




O Banco Central pisou no freio e subiu a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 0,25 ponto porcentual, para 10,75% ao ano. Com a decisão desta quarta-feira, o juro volta ao mesmo patamar do início do governo Dilma Rousseff. A decisão foi unânime.


Após seis altas consecutivas de 0,5 ponto, o BC resolveu diminuir a dose do aperto monetário. A elevação da Selic ocorre desde abril de 2013, no maior ciclo de ajuste monetário do governo Dilma. O aumento menor reflete a percepção da autoridade monetária de uma inflação ainda resistente, mas com sinais de desaceleração da atividade econômica - o PIB do quarto trimestre será conhecido na manhã desta quinta-feira.

A maior parte do mercado financeiro esperava um aumento de 0,25 pp, segundo pesquisa do AE Projeções. A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 01 e 02 de abril.

Veja a íntegra do anúncio:

"Dando prosseguimento ao processo de ajuste da taxa básica de juros, iniciado na reunião de abril de 2013, o Copom decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic em 0,25 p.p., para 10,75% a.a., sem viés."

Nenhum comentário:

Postar um comentário