domingo, 23 de fevereiro de 2014

Cuba não precisa mais da Venezuela: Brasil tem dinheiro e petróleo


FIDEL CASTRO E RAÚL JÁ TERIAM ABANDONADO NICOLÁS MADURO À PRÓPRIA SORTE E SE PREPARAM PARA ASSALTAR OS COFRES DO BRASIL





Na foto acima Dilma acalenta Fidel Castro; abaixo a fundação do Foro de São Paulo: Lula e o PT preparando o caminho para a cubanização do Brasil e a postagem de Yoani Sanchéz no Twitter.

Uma postagem no Twitter da blogueira e ativista cubana Yoani Sanchez na noite de ontem me chamou a atenção. Sanchez escreveu que em vários núcleos do Partido Comunista de Cuba estavam passando um vídeo para os militantes castristas para prepará-los ante uma possível “perda” da Venezuela.
Esta breve revelação de Yoani confirma o modus operandi dos comunistas em geral e, em particular, de Fidel Castro e seu irmão Raúl. Quando a situação aperta, os tiranos comunistas cubanos ou seus “companheiros” em qualquer lugar do planeta entregam o anel para preservar o dedo.
A diminuta frase de Yoani Sanchez escrita no microblog corrobora por inteiro análise formulada pelo blog CID - Cuba Independiente y Democrática, conhecido veículo de comunicação da resistência cubana contra a ditadura comunista dos Castro. Mais ao final deste artigo, reproduzirei parte desta análise do blog CID.
Em análise similar o jornalista Karel Becerra, escreve no site argentino Infobae que Raúl Castro sabe que a sorte na Venezuela está selada. A economia na Venezuela está em crise mortal e vários milhões de dólares estão em perigo.
Em outras palavras, os ditadores de Havana tratam de safar-se. Cuba vive às expensas da Venezuela há 15 anos, desde o dia em que o tiranete Hugo Chávez iniciou o seu mandato lançando a Venezuela na funesta aventura bolivariana, ou seja, o tal “socialismo do século XXI”, que supõe ser possível a instauração de ditaduras comunistas valendo-se dos mecanismos democráticos como eleições.
O movimento comunista conta com o apoio de grande mídia internacional, principalmente agências internacionais de notícias. Como já afirmei por diversas vezes, a maioria dos jornalistas aqui no Brasil e no mundo são esquerdistas. Tanto é que quando eclodiu as manifestações na Venezuela demorou até que os fatos se transformassem em notícias.
A verdade é que foram as redes sociais e blogs independentes que escancararam para o mundo o que estava ocorrendo de fato na Venezuela, obrigando às grandes redes de comunicação a noticiarem. Mesmo assim, a grande imprensa continua tergiversando e escondendo informações, particularmente a brasileira.
As razões para isso é o fato de que a iminente queda do regime de Caracas e o esfacelamento da economia da Venezuela representam um golpe de morte à ditadura dos irmãos Castro.
As análises postadas pelo site Infobae e pelo blog CID coincidem num ponto crucial: Raúl Castro passa a agir como todos os comunistas dentro do esquema morde e assopra. Quando crise aperta e não tem volta, os comunistas entregam até a própria mãe e neste caso porque não iriam abandonar Nicolás Maduro e seus sequazes? Não sem antes ceifar a vida de civis desarmados, espalhar o terror com seus bandos armados. Comunistas sempre têm um plano B. Agora já estão assoprando, tanto é que Maduro tenta uma “reunião de paz” com a oposição. E, ao que tudo indica, os Castro já teriam dado a ordem de soltar o líder oposicionista Leopoldo López.
O diabo é que o epílogo dessa fabulosa encrenca pode respingar, para variar, no Brasil. E isto faz sentido. Afinal, Lula e Fidel Castro foram os fundadores do Foro de São Paulo, a organização comunista que tem por objetivo cubanizar toda a América Latina. A direção do Foro continua nas mãos do PT, ou seja, os sequazes de Lula.
Transcrevo em tradução livre do espanhol os dois últimos parágrafos da análise formulada pelo Blog CID:
“Que a Venezuela se converta numa ditadura, publicamente, não convém ao regime de Havana, pois se sabe partícipe direto e portanto culpável das vítimas que possam ocorrer no cenário venezuelano. Será insustentável para a administração democrata dos Estados Unidos continuar com a política de engajamento, fazendo lobby contra o embargo e retirando Cuba da lista de patrocinadores do terrorismo. Havana prefere outro cenário.
Ordenará a Maduro ceder, libertar Leopoldo López o quanto antes, aparentar uma mudança de rumo e reconhecer os problemas reais como a insegurança e ainflação. Tudo é para ganhar tempo e governabilidade durante o que resta de seu mandato, “afrouxa que se apertas muito soltamos a mão”, parece dizer Raúl. Se persistir, o regime de Havana jogará sua última carta. Oficiará imediatamente como mediador do conflito, mobilizará seus contatos em Washington e Itamaraty com a finalidade de tirar proveito de seu “bom comportamento” para entregar Maduro, indo aonde, quem sabe, talvez a um de seus aliados e próximo provedor, o Brasil”.
Como os leitores podem ver, as informações que reuni neste artigo jamais poderiam ser escamoteadas pelos meios grande meios de comunicação, como de fato são, sonegadas ao público brasileiro. Nota-se, portanto, que está em curso mais um diabólico plano cubano que pode ser desastroso para o Brasil. Como se sabe, embora os áulicos do PT que dominam as redações dos jornalões e redes de televisão escondam o quanto podem, a situação econômica do Brasil não está nada boa sob todos os aspectos.
Por tudo isso, tirar o PT do poder, antes de ser uma obrigação do ponto de vista moral, é uma questão de segurança para os brasileiros! O Brasil está com sua economia em frangalhos e com as áreas da saúde, educação e segundaça pública ao Deus dará. Só está faltando que o governo do PT resolva sustentar a ditadura cubana com dinheiro público tungado dos brasileiros por meio de uma das maiores cargas tributárias do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário