sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Como a Esquerda instala a Ditadura Comunista

Fonte: Diga não ao esquerdismo


No Brasil, com o fim do regime militar, a esquerda assumiu o poder em 1984, criou a nossa Constituição e desde então tornou-se hegemônica (praticamente já não há Direita no Brasil). A intenção da Esquerda sempre foi instalar a Ditadura Comunista idealizada por Karl Marx. Entretanto, ao longo da história a esquerda adotou a luta armada para atingir a revolução, mas sempre fracassou, pois os militares brasileiros impediram. Então a esquerda resolveu aderir à guerra por via cultural. À nível mundial, os esquerdistas agem de forma igual: é um padrão internacional que sempre acaba em guerra civil (o povo contra o governo de esquerda). Sem mais delongas, vamos às constatações:
ECONOMIA:
Eles usam intervencionismo econômico para causar crises no mercado:
- altos impostos causando pobreza e fechamento de empresas;
- regulação excessiva fora da realidade do mercado;
- super emissão de dinheiro e crédito por parte de bancos estatais para causar inflação;
- controle artificial dos juros e poupança causando distorção no mercado;
- monopólio de empresas estatais;
- manipulação do câmbio.

o curioso é que depois de causar estas crises propositalmente, eles atribuem a culpa ao “Capitalismo Liberal”. A economia brasileira atual não tem nada de liberal; pelo contrário, é altamente estatizada.
ASSISTENCIALISMO:

Como o intervencionismo, a economia começa a entrar em colapso, eles então aumentam os impostos para os cidadãos e empresas e passam a distribuir este dinheiro com pessoas que ficaram desempregadas devido às suas políticas intervencionistas. Isto gera um círculo vicioso que gera pobreza e paralisia social.
LEGALIZAÇÃO DE DROGAS:

Eles legalizam as drogas para originar uma população alienada que torna-se apática e pára de exigir seus direitos políticos e melhorias de vida. Legalizar drogas também ajuda a aumentar a criminalidade e destruir famílias.
ESTATIZAÇÃO DE EMPRESAS:

Eles primeiro privatizam inúmeros setores para que os empresários invistam pesado em suas empresas, quando os serviços privados tornam-se maravilhosos, eles então incitam a população o ódio contra empresários alegando que eles estão “roubando a riqueza nacional” e, assim, começam a fazer propaganda para estatização de empresas. Depois que as empresas estão estatizadas, o serviço começa a se tornar um lixo.
CONTROLE DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO:

Não é segredo para ninguém que em todos os países comunistas (China, Coréia do Norte, Cuba, Venezuela etc), o governo é o dono dos meios de comunicação. Basta observar os jornais e como eles se referem a canais de TV e jornais estatais. O Comunismo é ditadura sempre e por esse motivo controlar os meios de comunicação é matéria de urgência. Aqui no Brasil, a esquerda já demonstrou sua vontade de controlar a internet através do Marco Civil da Internet (Projeto de Lei 2126/2011)
ECOTERRORISMO:

Esquerdistas alegam que o Capitalismo causa enormes danos ambientais e que em breve o planeta morrerá. Estas afirmações apocalípticas já foram desmascaradas por alguns cientistas (por exemplo, o livro Psicose Ambientalista). Além do mais os países Socialistas juntos causaram até mais poluição de que os capitalistas. Poluição ambiental: Capitalismo X Socialismo. O objetivo do Eco-terrorismo é criar na população um espírito de pânico e ao mesmo tempo criar a impressão de que o Governo é o único que pode solucionar tal problema, assim eles justificam o crescimento estatal.
INCITAM O CONFLITO AGRÁRIO:

a questão da reforma agrária é totalmente forçada, pois eles incentivam a reforma agrária apenas em latifúndios que já são produtivos e nunca em terras abandonadas. Os militantes do MST invadem terras e matam todos os pequenos agricultores do país bem como suas famílias. Assim eles roubam as terras, depois simplesmente as vendem para conseguir dinheiro. Eles não estão interessados em reforma agrária nenhuma, pois plantar ou cuidar de animais dá trabalho e exige muita responsabilidade. Veja mais detalhes no artigo: A Fome genocida criada pela Reforma Agrária.
APOLOGIA AO CRIME:

Eles tentam convencer a sociedade de que os bandidos são “vítimas do sistema” e, assim, criam leis suaves que não punem os bandidos de forma severa. Na visão deles, os bandidos não devem pagar pelos seus crimes, eles devem apenas ser “ressocializados”. Desta forma, eles abrem as portas para uma onda de criminalidade. Isso explica porque nosso sistema penal é tão ridículo a tal ponto de não conseguir conter a criminalidade: a Esquerda está por trás disso e com o aval da OAB, afinal se não existir crimes e delinquentes, os advogados não terão emprego. O Estatuto da Criança e do adolescente (ECA) foi criado em 1991 com o objetivo de aumentar a criminalidade. Pois em seus parágrafos constam que adolescentes não podem ser punidos pelos crimes que cometem. Depois que a criminalidade está instalada em larga escala, eles atribuem a culpa ao “malvado capitalismo que gera desigualdade social”.
DESARMAMENTO:

Eles desarmam a população sob a desculpa de diminuir a violência social. Quando a população está convencida disso, percebe então que apenas os bandidos possuem armas e cometem crimes à vontade, enquanto a população desarmada torna-se refém dos criminosos e nada podem fazer para reagir.
DESMORALIZAÇÃO E SUCATEAMENTO DAS FORÇAS ARMADAS:

A esquerda abandona por completo o setor de segurança nacional, assim os policiais começam a ficar desarmados e com equipamentos ineficientes não conseguindo prestar os serviços de segurança que a sociedade necessita; não obstante todo este abandono do setor de segurança, eles ainda tentam convencer todos de que a polícia é um órgão do governo cujo objetivo é apenas gerar violência contra os pobres e negros e não tem real interesse em proteger os cidadãos. Logo que a polícia percebe o ódio da população, a polícia desiste de cuidar da segurança nacional. Assim a população fica completamente sem segurança.
INCITAM O ÓDIO ENTRE CLASSES E GRUPOS:

Os esquerdistas fazem palestras, discursos e propagandas tentando convencer as pessoas que existe um complô de ricos contra pobres e que estes últimos nunca irão melhorar de vida financeiramente enquanto não destruírem os seus “inimigos burgueses”. Se observarmos atentamente, veremos que os crimes contra donos de empresas aumentaram consideravelmente justamente porque houve doutrinação marxista nas escolas: a ideia de que os empresários exploram os trabalhadores gera ódio dos pobres ou dos trabalhadores contra os empresários.
A MANIPULAÇÃO DE “GRUPOS OPRIMIDOS”:

Eles também incitam o ódio entre certos grupos para segregar a sociedade e destruir a coesão social. E assim tentam convencer a todos que: Brancos odeiam os negros, que religiosos odeiam homossexuais, que homens oprimem as mulheres, que o homem branco civilizado odeia os índios.Eles se autoproclamam os defensores dos ”grupos oprimidos”, tais como mulheres feministas, negros, homossexuais, índios etc. Então para conseguir apoio e voto desses grupos, eles passam a criar leis que os agradam e, no entanto, desagradam a maioria da população.assim os grupos “oprimidos” recebem total apoio estatal. Vejamos:
A) feministas:
- legalizam aborto;
- criam cotas para mulheres em universidades e concursos públicos;
- leis para favorecer as mulheres e prejudicar os homens no divórcio;
- aumentam cargos públicos para mulheres no governo;
- incentivam feministas a entrarem em igrejas para destruí-las;
- o governo gasta mais dinheiro com a saúde da mulher do que com a do homem;
- mulheres se aposentam mais cedo;

B) ativistas negros:
- cotas para negros em universidades e concursos públicos;
- cargos e dinheiro público para negros;
- leis penais mais leves para negros (só porque são negros);
- incentivam o ódio dos negros contra brancos.

C) ativistas homossexuais:
- cotas para homossexuais nas universidades e concursos públicos;
- cargos públicos para homossexuais;
- milhões destinados à parada gay;
- milhões destinados a vídeos escolares para doutrinação gay nas escolas (kitgay)
- forçam a justiça a realizar casamento gay nas igrejas;
- incentivam homossexuais a entrarem em igrejas para destruí-las e agredir cristãos;
- criam a ideia de que homossexuais nunca são agressores, apenas vítimas.


PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS:

Embora a mídia não divulgue, estas perseguições e, até agressões, existem e são fáceis de provar. Basta algumas pesquisadas em sites de vídeos da internet para constatá-las. (Veja o artigo: O Outro lado do Feminismo). Existem grupos específicos que perseguem os cristãos: feministas e ativistas homossexuais. Estes acusam os cristãos de serem “machistas e homofóbicos”. Assim, eles:
- agridem os cristãos;
- destroem igrejas;
- criam leis para as igrejas indicarem clínicas de aborto às mulheres;
- forçam as igrejas a realizar casamentos homossexuais;

AUMENTO DO ESTADO:

a esquerda incha o estado com funcionalismo público e aumentam os impostos agressivamente causando o enriquecimento dos funcionários do governo e empobrecimento do restante da população.
SUBMISSÃO DOS PODERES LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO AO EXECUTIVO:

Toda as vezes que houve regimes totalitários, uma das primeiras medidas era se infiltrar, acabar ou neutralizar os poderes judiciário e legislativo justamente para facilitar os atos nocivos do executivo e impedir que os outros poderes fiscalizem-no.
INVASÃO DE UM EXÉRCITO COMUNISTA ESTRANGEIRO:

O último estágio da revolução é a invasão de um exército estrangeiro para instalar a Ditadura Comunista. No Brasil, o PT já criou, de forma inconstitucional, a Força Nacional que é um exército que pode atuar em todo e qualquer Estado brasileiro bastando a ordem de um Ministro de Estado subordinado ao governo Federal.


Todas essas medidas citadas acima provocam o caos. Pois estando a economia destruída (hiperinflação, falta de alimentos etc) a população sai às ruas para protestar contra o governo. A Esquerda então usa a propaganda para alegar que a "extrema-direita" está sabotando as políticas do governo. Então, eles acionam o exército estrangeiro para reprimir com extrema violência a população. O que prejudica ainda mais a situação é o fato da população estar desarmada e enxergarem o verdadeiro inimigo somente quando já é tarde.
Este mesmo alerta foi feito por Yuri Bezmenov em 1984, um ex-agente da KGB especialista em subversão:




O livro chamado "O Eixo do Mal Latino-Americano" relata que os políticos de Esquerda estão transformando a América Latina em um grande bloco socialista aos moldes da antiga União Soviética. Isso é extremamente perigoso, pois foi este modelo que criou monstros como Lênin, Stálin e causou milhares de mortes por fome e repressão estatal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário